caixa

Ataque aos planos de saúde! Os empregados da Caixa não podem aceitar a chantagem da direção do banco!

A Caixa Econômica Federal poderá impor limite de gastos da folha de pagamento, o que pode acarretar aumento nas contribuições e coparticipação dos empregados.

Se o banco deseja impor este retrocesso, os trabalhadores estão dispostos a lutar! Confira a nota de autoria do presidente do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA) e membro do Movimento Nacional de Oposição Bancária, Eloy Natan.

URGENTE!

Os empregados da Caixa não podem aceitar a chantagem da direção do banco!

O principal tema das duas últimas reuniões de negociação entre Caixa e empregados foi o Saúde Caixa. Sob alegação de se capitalizar e continuar atendendo os critérios do acordo de Basiléia III a direção do banco quer atacar os direitos dos empregados impondo um retrocesso em nosso plano de saúde.

Impor um limite de gastos de 6,5% da folha de pagamento pode resultar no futuro em aumento das contribuições e da coparticipação dos empregados. É sabido que a Caixa também não quer contribuir sua parte no equacionamento do déficit dos empregados vinculados ao plano Reg Replan Não Saldado.

Defender a Caixa é não abrir mão dos direitos dos empregados também. O Governo pode e deve aportar recursos no banco, pois foi o principal beneficiário dos lucros da instituição nos últimos 15 anos.

Existe indignação e ânimo de luta entre os empregados da Caixa. A Contraf-CUT precisa construir um plano de lutas para defender a Caixa 100% Pública.

O Comando deve rejeitar a proposta da Caixa e chamar assembleias para construir o movimento em defesa da Caixa 100% Pública! Redução de direitos no Saúde Caixa e na FUNCEF não se negocia!

Entenda: As regras de Basileia III visam evitar risco de crédito e exigem uma reserva mínima de capital por parte dos bancos. O acordo foi firmado entre bancos centrais de todo o mundo e entram em vigor de forma integral em 2019.

Eloy Natan
Presidente do SEEB-MA
Membro do Movimento Nacional de Oposição Bancária

 

*imagem APCEF/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *